as Portas

 

Corredoras-elevadoras

 

 

As portas (e janelas) CORREDORAS-ELEVADORAS da MACICA® constituem o expoente máximo da elegância e funcionalidade.

Permitindo vãos muito grandes, são esbeltas e deslizam com grande leveza.

A dimensão máxima do vão está limitada pela dimensão de cada uma das suas folha, que além disso não pode ultrapassar o peso de 400kg.

Muitas vezes a limitação do tamanha prende-se com a possibilidade de colocar no local as peças, havendo que ter tal em atenção. Claro que sempre se pode recorrer a meios mecânicos, mas há que ter presente o seu custo e a viabilidade da sua utilização.

Funcionalmente, estas portas caracterizam-se pelo movimento das folhas, que quando accionado o manípulo levantam, e é então possível deslizá-las.

O manípulo pode ser movimentado para a posição de fechado em qualquer posição da folha, permitindo que esta se fixe em qualquer posição de abertura, possibilitando, por exemplo, um pequeno espaço aberto para ventilação.

Mas apenas o encerramento na posição do batente garante o fecho, uma vez que então a folha tranca, além de pousar na base, e também superiormente.

A vedação conseguida é muito boa, embora não consiga a estanquecidade de uma solução de batente.


As ferragens são da melhor qualidade, e constituídas inferiormente por vários carros, que uma vez accionados pelo manípulo levantam a folha e permitem o seu movimento.

Existem 3 classes de ferragem, condicionadas pela folha a suportar

  1. para folhas até 200kg

  2. para folhas até 300kg

  3. para folhas até 400kg

Um corte horizontal (esquema A) tem a seguinte representação gráfica:


Há a possibilidade de conjugar diversas folhas em um vão, e com variados tipos de abertura.

O vão mais corrente (esquema A) é constituído por uma folha fixa e outra corredora-elevadora.

 

Corredoras-elevadoras

de Harmónio

de Entrada